Você sabe como usar a estratégia Disney na área da saúde?

Você sabe como usar a estratégia Disney na área da saúde?

estratégia Disney na área da saúde
6 minutos para ler

A estratégia Disney pode ser aplicada na área da saúde. Parece algo difícil de se imaginar, mas saiba que é possível. Um dos maiores complexos de diversões do mundo é uma verdadeira fábrica de sonhos para crianças e adultos. 

No entanto, por trás de toda a magia, existe um negócio focado em proporcionar aos seus clientes uma experiência incrível. É exatamente aí que se torna possível associar as ações de clínicas, hospitais e laboratórios. 

Quer saber qual o segredo da Disney e como se beneficiar das suas estratégias na área da saúde? Continue lendo e veja como ter o sucesso inspirado nos 5 métodos infalíveis de atendimento ao cliente!

Qual o segredo do sucesso da Disney?

Um parque de diversões, com diversos brinquedos e personagens espalhados por uma área com mais de 11 mil hectares. Imagine todos os esforços da gestão para manter o time alinhado e a satisfação dos clientes elevada. 

Do início ao fim, o público que entra no parque experimenta excelência, seja pela cordialidade dos profissionais, seja pela estrutura impecável. Há um compromisso tanto com a motivação dos funcionários quanto com o impacto causado na memória dos clientes. 

A cultura organizacional é responsável junto com a gestão de pessoas, por fortalecer o senso de pertencimento no time de colaboradores. Quanto mais eles se sentem parte da empresa, maior será seu envolvimento e melhor o seu desempenho. 

Dessa forma, o empoderamento dos funcionários é o que faz com que eles sejam engajados e dedicados a prestarem o melhor atendimento ao cliente. O resultado são os mais de 50 anos de uma trajetória de grande sucesso.

Como as estratégias da Disney podem ser usadas na área da saúde?

A estratégia Disney se utiliza de 5 métodos para encantar e fidelizar os clientes, o H.E.A.R.D. De um jeito particular, ele foi desenvolvido para solucionar os problemas dos clientes e criar um vínculo duradouro. 

Trouxemos os detalhes de cada método, fazendo uma conexão com o que você pode aplicar na sua clínica médica! 

1. Hear (ouvir) 

É fundamental praticar uma escuta ativa, deixar o cliente contar seus problemas e sua história. Durante o relato, ele não deve ser interrompido, ainda seja algo sem solução ou mais simples do que a complexidade imposta por ele. 

Tudo o que ele precisa é de audiência e saber que é importante para a empresa. Percebeu a semelhança com a área da saúde? Ouvir é demonstrar preocupação e tentar solucionar o problema já na primeira chamada para evitar a insatisfação do cliente. 

2. Empathize (empatizar) 

Ao se colocar no lugar do cliente, a equipe mostra que entende como ele se sente. Além disso, que está solidária à sua dor ou ao seu problema. Nesse momento, é preciso responder em um tom compreensivo e acolhedor para “desarmar” um cliente disposto à reclamação. 

Na área da saúde, diferentemente da Disney que lida com sonhos e alegria, a carga emocional pode estar pesada. Nesse caso, tudo que o paciente precisa é de alguém que seja empático e abrace os seus problemas. 

3. Apologize (desculpar-se)

Pedir desculpas é demonstrar para o cliente que o reconhecimento de um erro leva a esforços redobrados para evitar que ocorra novamente. A retratação estimula o perdão e uma nova chance diante de uma situação de descontentamento. 

Na saúde, o ato de se desculpar faz com que o paciente reflita sobre a gravidade da situação, bem como do erro que gerou a insatisfação. De modo geral, nem sempre os funcionários são responsáveis. Por isso, sinceras desculpas podem amenizar um momento de conflito. 

4. Resolve (resolver) 

Quando um cliente chega com um problema ou reclamação, ele espera que do outro lado estejam pessoas aptas a encontrar a solução. Logo, mesmo que seja uma questão complexa e de difícil resolução, um relacionamento duradouro depende de como os problemas serão resolvidos. 

Na Disney, a prática diante de um impasse é envolver o cliente, perguntando a ele como espera que a situação seja resolvida. Você pode também implementar estratégias como essa na sua clínica. Afinal, muitas vezes o paciente pode ajudar a encontrar respostas para suas perguntas. 

5. Diagnose (diagnosticar)

Mais do que resolver um problema e deixar o cliente satisfeito, é preciso encontrar a origem da insatisfação. Trazendo para o ambiente da saúde, vamos imaginar que um paciente tenha reclamado da demora na emissão de um laudo. 

É importante que a gestão, em vez de buscar culpados, foque em corrigir e adequar os processos para melhorar o atendimento, evitando que seja recorrente. Um bom diagnóstico fornece insights para os gestores, facilitando a criação de estratégias, a tomada de decisão e a implementação de ações e processos. 

A estratégia Disney é específica para a realidade do parque. Porém, trazendo para o contexto da saúde, não será difícil adaptar cada método. Com um bom planejamento, conhecimento do perfil do público e ações diferenciadas, é possível oferecer uma experiência memorável. 

Como negócio, a Disney trata bem seus colaboradores para que eles se sintam motivados a tratar bem os clientes. Da mesma forma, a clínica deve se preocupar com a saúde física e mental do time. Assim, eles passarão a se importarem mais com a saúde dos pacientes. 

A sua clínica pode se colocar em um patamar diferenciado do mercado. Para isso, basta juntar cultura organizacional, métodos de atendimento ao cliente e acompanhamento preciso da gestão inspirados na estratégia Disney. Assim, será possível alcançar o tão desejado sucesso corporativo.

Gostou deste post? Deseja aprimorar suas ações para melhorar a imagem da sua clínica? Então, aproveite para conferir outro conteúdo do nosso blog. Agora, sobre o que pode e o que não pode no marketing digital para clínicas médicas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário