5 indicadores de desempenho para a área da saúde

5 indicadores de desempenho para a área da saúde que você deve acompanhar

Indicadores de desempenho
6 minutos para ler

Os indicadores de desempenho para a área da saúde são oportunidades de identificar melhorias e acertar na adoção de medidas. Com eles, é possível mensurar e analisar os principais aspectos que impactam na gestão de um negócio.

Antes de tomar uma decisão, é preciso ter como base dados e informações concretas para evitar erros, retrabalhos e prejuízos. O processo de monitoramento e avaliação permite enxergar com maior clareza os pontos mais relevantes.

Portanto, se você quer saber quais são os 5 indicadores de desempenho para a área da saúde que podem auxiliar no monitoramento do seu negócio? Continue lendo para entender melhor o que eles significam e como são importantes instrumentos de gestão!

O que é um indicador de desempenho?

O KPI – Key Performance Indicator ou indicador de desempenho, é uma ferramenta de gestão utilizada para monitorar e avaliar os serviços oferecidos em uma empresa. Sua aplicação possibilita analisar se os objetivos do negócio estão sendo atingidos.

Alguns pontos ficam mais visíveis nos resultados e possibilitam aos gestores criar planos de ações direcionados. Portanto, com os apontamentos nos indicadores você vai:

  • detectar necessidades de melhorias;
  • melhorar a experiência dos clientes;
  • reduzir gastos desnecessários;
  • formular e reformular metas;
  • identificar oportunidade de novos negócios;
  • alinhar as estratégias com os objetivos do negócio;
  • melhorar a experiência dos funcionários para aumentar a produtividade;
  • configurar as ações de marketing.

Qual a importância de acompanhar os indicadores para ter sucesso na gestão?

Mesmo em um negócio bem-sucedido, é preciso se preocupar em manter o padrão de excelência e a fidelização dos clientes. A concorrência é grande e os serviços na área da saúde demandam cuidado, pois lidam com um lado sensível da natureza humana.

Como saber se a sua organização está no caminho certo e correspondendo às expectativas dos seus clientes? Os indicadores trazem essa resposta em forma de dados que se transformam em informações privilegiadas que podem ser utilizadas de várias formas.

Uma das principais importâncias dos indicadores de desempenho para a área da saúde é que o gestor não tomará decisões por achismo e avaliará os possíveis problemas e riscos com base em números e ocorrências reais.

5 indicadores de desempenho importantes na área da saúde

Trouxemos 5 indicadores que vão ajudar você a mapear os processos da sua organização de saúde e identificar os pontos de melhorias relacionados à prestação de serviços médicos, gestão financeira e de pessoas.

1. Grau de satisfação dos pacientes

A satisfação dos pacientes em uma organização de saúde é determinante para a sobrevivência do negócio, afinal, são os pacientes/clientes os responsáveis diretos pela movimentação e saúde financeira da empresa.

O indicador vai medir o grau de contentamento dos usuários em relação aos serviços prestados como recepção, atendimento, procedimentos, estrutura física, organização, tempo de espera, conservação e limpeza e comprometimento dos profissionais da área médica.

2. Captação de pacientes

Quantos pacientes novos chegaram em um período recente? Você pode fazer o levantamento dos últimos três ou seis meses e avaliar a evolução da captação de clientes. Dessa forma, é possível saber como anda a reputação da sua organização no mercado e se as ações de marketing estão alcançando o público-alvo.

Os resultados servem para manter os serviços que garantem a atração e manutenção dos pacientes recém-chegados, e rever os aspectos negativos que contribuíram para a não conversão de um lead.

3. Finanças: retorno sobre investimento, faturamento e fluxo de caixa

Ter dinheiro no caixa nem sempre é sinal de lucro ou de investimentos certeiros. A lucratividade só pode ser considerada quando o faturamento atinge o valor necessário para cobrir os gastos e reaver parte do investimento de acordo com o planejamento de retorno.

Com o indicador de finanças, é possível ter maior controle da gestão financeira — recebimentos e pagamentos — e mapear as ações de investimentos, considerando a capacidade de faturamento em médio e longo prazo.

Se os valores apurados não estiverem suficientes para gerir as finanças da organização de saúde com segurança, é sinal de que as ações para captar mais pacientes devem ser intensificadas, assim como um plano para redução de custos deve ser estruturado.

4. Retornos às consultas

Quantos pacientes retornaram às consultas ou fizeram cancelamento? O indicador de retorno faz apontamentos importantes, pois, se um número elevado de pacientes não retornar ou cancelar a próxima visita, algo pode estar falho na prestação dos serviços.

Seja para consulta de rotina, seja para tratamento, os pacientes devem ter uma experiência positiva, ou haverá um risco de aumentar o índice de não retorno. O impacto pode ser grande nas finanças e na imagem diante do mercado, pois pacientes insatisfeitos, dificilmente farão recomendações para terceiros.

5. Produtividade

Embora o cliente esteja no centro do negócio, é preciso voltar os olhos para dentro da empresa e saber como anda a motivação e o engajamento dos profissionais, pois deles dependem os resultados dos diversos serviços oferecidos.

O indicador de produtividade monitora e avalia o número de agendamentos para consultas e retornos, a captação de pacientes, a quantidade atendida por cada médico e o tempo médio de cada consulta.

Ao mesmo tempo que mensura o desempenho operacional do negócio, fornece elementos que ajudam a melhorar a gestão de pessoas e o relacionamento interno. Portanto, quando os funcionários estão satisfeitos, isso reflete na presteza e no desejo genuíno de contribuir para o sucesso da organização em que eles trabalham.

Dessa forma, para maior produtividade, é essencial envolver as equipes, oferecer benefícios e estimular o sentimento de pertencimento — o indicador é o termômetro que você precisa para definir as ações que contemplem o público interno e externo de forma equilibrada.

O uso dos KPIs torna a gestão mais ágil no apontamento de melhorias e aprimoramento dos processos, possibilitando uma arrancada no mercado e o aumento significativo da vantagem competitiva.

Você percebeu o quanto os indicadores de desempenho para a área de saúde são importantes? Esse é o melhor meio de saber se a sua organização está no caminho certo. Portanto, utilize essa ferramenta como um diferencial do seu gerenciamento.

Gostou do post? Aproveite a visita em nosso blog e leia também o Guia prático da gestão de clínica médica para melhorar ainda mais a performance do seu negócio!

Você também pode gostar

Deixe um comentário