Profissionais da saúde e a pandemia: a importância de se cuidar!

Profissionais da saúde e a pandemia: a importância do cuidado com o corpo e a mente!

Profissionais da saúde e a pandemia
7 minutos para ler

A relação entre os profissionais da saúde e a pandemia caminha por uma linha tênue, que mistura esperança e dor, vida e morte, saúde e doença. São muitas horas de trabalho, em uma batalha intensa, unindo esforços para salvar a população de um inimigo invisível.

Mas como estão se cuidando os médicos e enfermeiros durante a pandemia? Quais são as medidas que esses heróis estão adotando para evitar que o corpo e a mente desenvolvam problemas como a Síndrome de Burnout, por exemplo?

Neste post trazemos uma reflexão sobre a saúde desses profissionais durante a pandemia da Covid-19 e a importância de investir no autocuidado. Continue lendo e veja o que é importante ser feito para assegurar o bom equilíbrio do corpo e da mente!

Saúde física e mental de médicos e enfermeiros em meio à pandemia da Covid-19

Quando a pandemia começou no início de 2020, toda a população mundial acreditava se tratar de uma fase emergencial e momentânea. Nesse contexto, tudo voltaria ao normal em breve, afetando pouco ou quase nada, em escala global.

Porém, nada aconteceu como previsto e a situação se tornou grave, complexa, devastadora e, por vezes, incontrolável. O número elevado de mortes e a necessidade de isolamento social, para conter a propagação do novo coronavírus, mexeram com as mais profundas emoções de milhares de pessoas.

Mais de um ano depois, o mundo vivencia um drama que parece estar longe do fim. Muitas famílias sofrem com a perda de seus entes queridos, enquanto os profissionais da saúde se desdobram para manter outros tantos vivos.

Contudo, para garantir que milhares de pacientes se recuperem e possam voltar para suas casas, médicos e enfermeiros têm trabalhado horas a fio, sem intervalos ou descanso – um desgaste que pode causar danos à saúde física e mental.

Apesar da gravidade dos casos e da urgência para salvar vidas, esses trabalhadores precisam se cuidar para ter saúde e, só então, se dedicarem com mais afinco ao tratamento dos doentes que lutam para vencer a doença.

A importância do autocuidado antes de cuidar da população

A rotina de horas intensas de trabalho, sem pausa ou descanso, pode desencadear uma série de problemas que afetam o corpo e a mente. De um cansaço normal à já citada Burnout, chega uma hora em que é preciso fazer uma reflexão sobre a própria saúde.

Sem os devidos cuidados, o corpo pode sofrer com a baixa imunidade e a mente com pensamentos pouco otimistas. É primordial se proteger, pois, mais do que nunca, as pessoas precisam contar com o conhecimento e a competência dos profissionais de saúde.

Entretanto, apesar de mais capacitados para lidar com a situação alarmante que vivemos, precisamos compreender que, antes de profissionais da saúde, são seres humanos enfrentando os mesmos dramas e angústias.

São pessoas com famílias, que precisam se proteger e aqueles a quem amam. Eles sofrem e têm medo como todo mundo. Cuidar da saúde da mente e investir em defesas para o organismo é um ato de amor que deve começar em si, para ter condições de cuidar do próximo.

Dicas para aliviar a tensão e dor dos profissionais da saúde durante a pandemia

Se você é médico, enfermeiro ou qualquer profissional que esteja na linha de frente no combate ao coronavírus, então, você precisa se preocupar com sua saúde. Não espere chegar a uma situação irremediável para buscar prevenção ou até mesmo soluções eficientes para o seu problema.

Trouxemos algumas dicas e insights de cuidados não só para os médicos e enfermeiros, mas para todos os profissionais que vivenciam de perto as dificuldades enfrentadas no Brasil e no mundo!

Cuide de você

Não adianta querer cuidar das pessoas se o seu físico não estiver bem. Por maior que seja o seu senso de responsabilidade ou desejo de ver as pessoas curadas, é preciso antes voltar a atenção para si mesmo.

É fundamental fazer um check up, ter a certeza de que está tudo em dia e seu organismo forte e protegido o suficiente. Ninguém está imune às investidas de um vírus tão potente, mas ele pode ter mais dificuldade de se instalar em um sistema imunizado.

Busque atividades para aliviar a mente

Além do corpo, a mente também requer atividades que tragam alívio e pensamentos positivos. São muitos casos e histórias presenciadas todos os dias, o que deixa a cabeça repleta de informações, causando fadiga mental. 

Como o isolamento social é uma prática necessária para conter o avanço do vírus, procure investir em atividades prazerosas, da leitura aos momentos em família, se afastando dos problemas profissionais, pelo menos por alguns momentos.

Seja capaz de sorrir em tempos difíceis

Parece difícil, mas essa é uma dica que pode mudar o seu dia e o seu estado de espírito, considerando que o riso é um dos melhores remédios. Conservar o pensamento positivo potencializa a força interior, além de ajudar e inspirar as pessoas a fazerem o mesmo. 

Você não precisa exagerar sorrindo a todo momento, mas mostrar que há luz no fim do túnel, já que a vacina chegou e que há chances de sobrevivência. Essa é, por si só, uma motivação e tanto para sorrir, mesmo em tempos difíceis.

Pratique a meditação

A meditação ajuda a esvaziar a mente de pensamentos ruins, para dar lugar a outros de otimismo e esperança. Escolha um ou mais momentos do dia, uma música suave, um lugar silencioso e inicie a prática de elevar o pensamento, gradativamente. 

É uma técnica desenvolvida para ajudar a mente a alcançar um estado de calma e relaxamento, trazendo paz ao interior e equilíbrio para compreender melhor o contexto das adversidades e aprender a lidar com cada uma delas. 

Com isso, é possível reduzir o estresse, a ansiedade, os episódios de insônia e de improdutividade. A meditação pode, inclusive, ajudar no tratamento da Síndrome de Burnout, aliviando a fadiga extrema, causada pela pressão e excesso de trabalho.

Invista em uma alimentação defensiva

Uma alimentação nutritiva e balanceada favorece o sistema imunológico, sendo essencial para manter a saúde do corpo e bem-estar da mente. Alimentos ricos em vitaminas, minerais e proteínas vão deixar o organismo mais forte, aumentando a disposição corporal. 

Os sucos ricos em vitamina C aumentam as defesas, e os chás podem ser um complemento relaxante após as refeições, colaborando para uma boa digestão e maior qualidade do sono — essencial para quem trabalha por horas seguidas. 

Sabemos que se não é fácil para a população no geral, os médicos e enfermeiros estão ainda mais vulneráveis. Portanto, é crucial não ignorar os sintomas e sinais emitidos pelo corpo e pela mente de que, talvez, seja hora de parar e cuidar um pouco de si mesmo. 

Por fim, nossos mais sinceros agradecimentos a todos os profissionais da saúde, verdadeiros anjos nos cuidados dos pacientes durante a pandemia da Covid-19, que têm passado por cima dos próprios riscos para cumprir o dever feito em juramento: o de salvar vidas. 

Se você gostou deste post, aproveite e compartilhe em suas redes sociais, permitindo que mais profissionais da saúde vejam as dicas que trouxemos e saibam o quanto é importante que eles se cuidem!

Você também pode gostar

Deixe um comentário